domingo, 8 de janeiro de 2012

De Bará a Oxalá - XANGÔ

por Pauline de Yemanjá Bocí


XANGÔ

Xangô é o quarto Orixá e o Rei do Orumalé. Dono da Justiça, das Pedreiras e dos Trovões, Xangô é um Orixá de Força e de Guerra. Carrega em suas mãos o machado de 2 lados e a Balança que representam a Guerra e a Justiça. Conta a lenda que Xangô fora casado com Obá, Oxum e Yansã. Obá já era uma mulher mais madura e tinha muito ciúmes de Oxum, o que gerava um relacionamento bastante conflituoso entre elas. Oxum, muito astuta, sugere que Obá corte sua orelha e coloque na comida preferida de Xangô porque ela já teria feito isso e ele havia apreciado muito. Obá segue o conselho de Oxum e oferece o Amalá (comida predileta dele) com a sua orelha. Xangô enfurecido, fica pasmo com a ousadia de Obá ao oferecer sua orelha no Amalá e enojado de Obá. As piores palavras possíveis ele diz a Obá, ela tenta explicar o acontecido mas ele não dá ouvidos e atira o Amalá nos pés dela.
Com Oxum, Xangô teve dois filhos: Xangô Agandjú de Ibedji e Oxum Epandá de Ibedji. Na Cabinda são cultuados igualmente como os outros Orixás.

A Nação Cabinda se erradicou no Rio Grande do Sul através de Valdemar Antônio de Xangô Kamucá Barualofina. A classificação do Xangô de Valdemar, Kamucá é pertencente somente à ele, que é o único filho de Xangô de Kamucá de toda a árvore genealógica da Cabinda no Brasil, essa característica é hereditária.  Na Cabinda não se entrega a cabeça de um filho (Iniciado) para ele. No Batuque, não há dança para ele, os presentes ficam postados ajoelhados com as mãos no chão (com o polegar e o dedo mínimo para fora e os demais dedos virados para a palma da mão).

Valdemar Antônio de Xangô Kamucá Barualofina

CLASSIFICAÇÕES DO ORIXÁ XANGÔ

Xangô se classifica como Xangô Agandjú Ibedji, Agandjú e Agodô. Xangô de Kamucá não entra para esta classificação porque Valdemar foi o único filho de Xangô de Kamucá da Nação Cabinda.

Agandjú Ibedji
Nesta representação acima, Xangô Agandjú Ibedji está junto com Oxum Epandá Ibedji. Ambos são irmãos, filhos de Xangô com Oxum. Os Ibedjis, como costumamos chamar, estão sempre juntos e correndo na frente quando fazemos um trabalho para justiça e quando estamos prestes a inciar algo novo. Sempre agradamos eles com pirulitos, doces, maria mole, balas, bombons, pipoca doce e as mamadeiras da água da canjica amarela com mel. Eles trazem movimento para a casa e o trabalho quando ofertados. Depois de um Obrigação de Santo, no Batuque, se oferece antes de começar o Batuque a mesa dos Ibedjis. Essa mesa traz movimento para a casa e para o Iniciado que fez a Obrigação. Mulheres que querem engravidar são convidadas para integrar a mesa junto com as crianças.

Agandjú

Agodô

A forma de saudarmos Xangô é CAÔ CABECILE. O dia da semana de Xangô é a terça-feira. As cores de Xangô Agandjú Ibedji são todas as cores exceto o preto, Xangô Agangjú e Agodô as cores são o vermelho e o branco.

Suas ervas características são: guiné, oro, alevante, dinheiro em penca, fortuna, trevo, agrião, fios de pedra, quebra-pedra, erva de Xangô, quiabo (folha), bananeira (folha), romã (folha), manjerona, marapuama e ipê.

Os Adjuntós (combinações) de Xangô são:

Xangô Agandjú Ibedji com Oxum Epandá Ibedji
Xangô Agandjú com Oyá, Obá, Oxum Epandá, Yemanjá Bocí
Xangô Agodô com Yansã, Oxum Olobá


Xangô rege os seguintes órgãos: língua, glândulas salivares, esôfago, boca, sangue, brônquios, peito, ossos da face, ossos da cintura escapular e ossos do abdomêm. 
A oferenda (frente) para Xangô, é o Amalá que leva um pirão bem batido, carne (peito com osso), mostarda e algumas vezes repolho branco, de 8 a 16 bananas abertas e uma maçã partida em 4 partes. Para o Xangô Agandjú Ibedji usamos os mesmos ingredientes e alguns doces.

O Assentamento de Xangô Agandjú Ibedji se diferencia dos demais porque ele é criança, assim sendo o Assentamento leva: brinquedos, mamadeira, chupeta, bonequinhos e o machado de dois lados fica a critério. No Assentamento de Agandjú e Agodô usamos espada, balança, livro, machado de dois lados, pilão e um anel de pedra vermelha para o Xangô Agodô.

Neste link abaixo você pode acessar no YouTube a Reza de Xangô na Nação Cabinda.
Reza de Nação de Cabinda de Xangô

Os próximos Orixás serão Odé e Otim.
Quer saber mais? Entre em contato conosco pelo e-mail danieladeoxumademum@gmail.com

Axé a todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário